Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Isto não é um "review"!

16831952_521198091384248_3308975447114706674_n.jpg

 

É assim que começa "Silence", como que a intimar a plateia a preparar-se e concentrar-se para os minutos seguintes de um filme com alguma densidade. (É verdade. Fiz batota e tirei esta fotografia no cinema. Só esta. Não digam a ninguém. )

 

É um filme de 2016, de Martin Scorsese com Andrew Garfield, Adam Driver, Liam Neeson, Tadanobu Asano, Issei Ogata, Shinya Tsukamoto, Yoshi Oida, Yosuke Kubozuka, Ryo Kase e Nana Komatsu, entre outros.

 

Fomos ver este filme há dois fins-de-semana e digo-vos que valeu muito a pena. Gosto de filmes históricos. Trata-se de um filme que aborda o cristianismo e a evangelização levada a cabo pelos jesuítas (neste caso, portugueses), onde também há espaço para o questionamento da legitimidade da imposição do cristianismo aos outros povos (no filme, ao povo japonês, no século XVII). 

  

"Silêncio" baseia-se no best-seller homónimo de 1966, escrito pelo japonês Shusaku Endo, tendo-lhe valido o prestigiado Prémio Tanizaki. Aborda um pouco da História do nosso país. É mais uma oportunidade para dar a conhecer aos povos mais tacanhos e obtusos (como os americanos) que Portugal não é a mesma coisa que Espanha. Só lamento não ter sido mais explorada a língua portuguesa. Já se sabe que, comercialmente, não é uma língua suficientemente vendável. Ainda se fosse espanhol, os gringos talvez apreciassem mais e a produção era tudo logo à doida. Mas assim, ficamo-nos por alguns apelidos portugueses e pouco mais. 

 

Comecei por dizer no título que este post não era um "review". Não é mesmo, que eu não sei fazer nada disso. Deixo, por isso, o trailer. (Como é que se chamava aquele cinéfilo, personagem do Herman, que dizia "Let's look at a trailer"?)

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens