Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Dúvidas existenciais.

image001-1.jpg

 (Créditos na imagem)

 

Há por aqui demasiada competitividade! Muitas vezes dissimulada, mas há! Às vezes sinto-me como se estivesse numa corrida com todo o tipo de atletas, desde os que se fartam de treinar e vão nos primeiros lugares, aos mandriões que "couldn't care less" (também os há!), aos que até rasteiras passam para se safarem.

 

Acredito que muitos sentirão o mesmo que eu vou relatar, deixar-se-ão dominar pelo mesmo tipo de expetativas e passarão pelas mesmas dúvidas que eu. Alguns não irão admitir nem nunca terão humildade e ombridade para falar disso abertamente e de uma forma transparente. Mas isso já são outros quinhentos... Digam o que disserem, isto é uma realidade. Aqui há competitividade, como em tudo na vida. Nem que seja connosco próprios, como é o meu caso. Às vezes desmedida e ridícula! Afinal, estamos a falar da blogosfera e não propriamente da minha carreira. Confuso? Eu explico.

 

Tem vindo a avolumar-se em mim (para além de determinadas zonas circundantes do meu próprio corpo... pfff), a preocupação sobre a relação recente que estabeleci com o blog. Sim, sinto como se tivéssemos uma relação. Estranho, não é? Mas é uma relação que, como muitas, me parece que se está a tornar pouco saudável... 

 

Vir cá, debitar qualquer coisa, tornou-se uma rotina, quase um vício, uma obsessão.  Estou convencida de que estou completamente curvada a esta atividade e que o blog, monopolizador, me retira demasiado do meu tempo livre, que por si já é reduzido.

 

Estabeleci a meta perfeitamente conciliável de fazer um post por dia, mas acho que essa decisão está a ser uma forma de tirania do blog para comigo própria. Porque é que haveria de definir metas por aqui? Também aqui, Maria??? A arte da criação, neste espaço, devia surgir ao sabor da inspiração e vontade, não ao ritmo do relógio, obedecendo a um horário definido. A gestão por objetivos e metas já eu pratico na vida real. Não quero que este espaço seja um prolongamento dessa vida que tanto stress me traz. 

 

Não sei... Acho que algo não está completamente bem neste meu comportamento dos últimos tempos. Gosto de cá vir, de interagir com os outros, mas não gosto de ter interesse excessivo no número de visualizações que acumulei desde a última vez ou no número de comentários que tenho ou nas curvas de performance (desempenho, vá! Eu e os estrangeirismos...) das estatísticas e não gosto mesmo nada de ficar dececionada porque achava que tinha um post tão maneirinho e o Sapo não destacou. Só para terem uma ideia mais aproximada, dei por mim a obrigar-me a visitar e/ou ler e/ou comentar "on a daily basis" todos os blogs que sigo (em muitos casos não obtendo do outro lado a mesma reciprocidade, pois claro, que as pessoas têm mais o que fazer, nomeadamente olhar só para o seu umbigo blog). Dei por mim a anotar diariamente os números da evolução do blog no Blogs de Portugal e a ficar triste nos dias em que estagnava. O que é isto? É subverter perfeitamente o objetivo inicial para uma pessoa que só se queria divertir, desabafar. Definitivamente, não estou cá para competir nem para ser dominada por isto ou viver disto! 

 

Acho que tenho que impor mais "conta, peso e medida" a esta atividade. Pelo menos libertar-me das amarras das malditas expetativas. Senão, vou sentir como se isto fosse outro emprego e perde a graça toda. 

 

É fim-de-semana! É altura de VIVER! Vivendo fica muito mais fácil criar aqui conteúdo espontâneo, daquele que não é tirado com forceps.

 

Bom fim-de-semana!  "Advirtam-se"! 

 

 

 

29 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens