Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Só eu é que vou bem!

Vamos cá ver uma coisa! Eu até sei dançar. Não sou nenhum pé de chumbo. Tenho "groove", acho que tenho jeito para interpretar a música e traduzi-la em movimentos. E adoro dançar! Adoro mesmo! Maaas, digamos que gosto de estilo livre. Nada de me quererem guiar os passos, que aí é só calos a levar pisadas. Eu é que sei para onde é que quero ir, se faço assim, se faço assado. Porque, para mim, a dança é uma interpretação pessoal da música e só assim sei usufruir dela. 

 

Além disso, há a razão mais prosaica, que é o facto de eu ter uma péssima orientação e sincronização. Por isso é que não frequento aulas de aeróbica ou zumba, a moda mais recente. Porque seria mais ou menos como aquele soldado na formatura do juramento de bandeira na tropa, cujos pais, a assistir, comentaram: "Mê rico menino. Só ele é que tem o passo acertado. Só ele é que vai bem!". Assim sou eu. Só eu é que vou bem. Os outros vão para a direita, eu vou para a esquerda e quase todos os movimentos eu executo com uns segundos de atraso em relação ao grupo. Sinto como se fosse preciso ser bruxo, adivinhando e antecipando o movimento que se segue, para acertar o passo com o grupo. E como eu de adivinhação não percebo, não vou lá. Além disso, atrapalha-me ainda mais o facto de estarmos virados para um espelho que reflete uma dezena ou duas de pessoas a esbracejar direita esquerda, esquerda direita, braços para ali, braços para acolá...

 

A única vez que frequentei uma atividade de dança guiada foram aulas de aeróbica há muitos anos. Durou um mês. Por um lado, lá está!, porque não acertava os passos ou era um esforço terrível para conseguir acertar e sentia-me mal por isso. Por outro lado, o objetivo era emagrecer e, nesse mês, consegui... adivinhem... engordar, pois claro. Aquilo dava fome, man

 

E porque é que eu me lembrei disto agora? Por causa deste vídeo que encontrei. Se não conseguiram visualizar acima a imagem que tentei descrever, cá está o que é! Ó pra mim ali do lado esquerdo. 

 

 

 

50 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens