Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Sobre a moderação de comentários: a sequela

olho-magico-banner.jpg

 (imagem retirada da net)

 

No dia 21 de setembro, pedia-vos opiniões sobre o assunto moderação de comentários. Fui-me apercebendo que cada vez mais vizinhos espreitavam pelo óculo mágico da porta de sua casa antes de a abrir aos visitantes e, por isso, questionava-me se essa deveria ser também a minha opção. Como sempre, apareceram vizinhos simpáticos que se apressaram a dar a sua opinião e conselho sobre o assunto. Eu ouvi e (a)guardei, na esperança de um mundo cor-de-rosa e perfeito onde as pessoas se respeitassem e vultos negros e tristes não surgissem à minha porta. 

 

Mas como em tudo, não há melhor maneira para aprender do que com a própria experiência. E assim, passados que são apenas 15 dias daquela (nessa altura) questão meramente filosófica ou académica, cá estou eu com os comentários moderados. É que, pelos vistos, a vida na blogosfera acompanha a vida real. E se na vida real há pessoas más, ressabiadas e loucas, também seria certo e seguro que haveriam de cruzar o meu caminho aqui.

 

Porquê, não sei. Não entro em conflitos desnecessários e, a meu ver, sou uma boa vizinha, daquelas sempre prontas para uma palavra amiga ou para partilhar coisas boas (tive a sorte de vir parar a uma vizinhança que me forneceu bons exemplos do que é ser um bom vizinho). Dizia que não sei a razão desta hostilidade, mas arrisco adivinhar que seja por infelicidade pessoal e autocomiseração. Acredito que pessoas felizes, resolvidas e de bem consigo próprias não tratam os outros mal de forma inesperada e gratuita. Por isso, a esta avantesma que me bateu à porta para papaguear lixo no meu alpendre, só me resta desejar muita luz e amor. E, sejamos pragmáticos, um bocadito de sexo também. Costuma ajudar... Por vezes, é só mesmo isso que está em falta!   

 

29 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens