Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

TAG - The Christmas Tag

O Casal Irrequieto nomeou, a Maria respondeu! Obrigada pela nomeação! 

 

15391326_1246374458718895_8775391923285231607_o.jp

 (Pinterest)

 

1. Qual é a tua comida ou doce de Natal preferido?

Não prescindo dos tradicionais bacalhau e filhós.

 

2. Qual é a tua música de Natal preferida?

Gosto dos cânticos de Natal tradicionais em geral, mas escolho "Do they Know it´s christmas?" (Bob Geldof e Band Aid), que encerrou o concerto Live Aid em 1985. Porque Natal é também tempo de recordar que há no mundo quem não saiba o que é o Natal.

 

 

 

3. Quais são as tuas cores de Natal preferidas?

Para mim, o Natal não é tanto sobre cores mas mais sobre calor humano, aromas e sabores. 

 

4. Preferes ficar de pijama, ou arranjares-te no dia e véspera de Natal?

Preferiria ficar de pijama, mas como essas duas ocasiões não são só partilhadas com elementos da família nuclear, mas também alargada, tenho que vestir qualquer coisa. 

 

5. Costumas abrir as prendas de Natal na véspera ou só no dia?

Sinto alguma nostalgia da infância em relação a isso, por acaso. Tenho saudades da magia de aguardar pela manhã do dia de Natal para abrir as parcas prendas, na época em que o menino Jesus ou Pai Natal passavam de noite pelas casas. Hoje em dia, até nisto se vê que as novas gerações já não sabem esperar. Às vezes ainda não é meia noite e as pressões para abrir os presentes são tantas, que temos que ceder. 

 

6. Se só pudesses oferecer prendas a uma única pessoa este Natal, a quem seria?

A mim!  Eu explico. Dá-me mais satisfação oferecer do que receber prendas nesta época. Faço sempre um esforço enorme para tentar conhecer os outros, levando muito tempo a escolher as prendas que ofereço porque tem que ser a cara da pessoa. Sinto que a mim própria não dedicam o mesmo esforço. É raro acertarem em algo que eu goste mesmo, sem ter que fazer aquele sorriso de circunstância forçado e dizer um falso "Tão giro! Adorei!", para não ferir suscetibilidades. Por causa disso, normalmente eu é que tenho que escolher a prenda que o M me dá, por exemplo, o que retira toda a graça do momento. Preferia sem dúvida ser surpreendida. O problema é que quando ele me surpreende, preferia não ser surpreendida... 

 

7. O que mais gostas de fazer nas férias de Natal?

Passar uns dias na minha terra natal, no Minho, e descansar.

 

8. Já alguma vez construíste um boneco de neve?

Uma única vez, em criança, à porta de casa, numa rara ocasião em que nevou, no Minho.

 

9. Qual o teu filme de Natal preferido?

Qualquer um baseado no "Conto de Natal" ("A Christmas Carol", no original), de Charles Dickens. Este clássico, para mim, é o que melhor traduz o verdadeiro espírito natalício.

800px-Marley's_Ghost-John_Leech,_1843.jpg

Marley e Scrooge. Ilustração da primeira edição do livro.

 

10. Do que gostas mais, da véspera de Natal, ou do dia de Natal?

Acho que é da véspera. Tenho tendência para gostar das vésperas de tudo. A maior magia do Natal está na véspera, com a preparação da mesa de Natal, o convívio familiar, as invenções partilhadas com a minha irmã na cozinha. Também aqui tenho saudades do antigamente, de ter a minha mãe a comandar as tropas. 

 

11. O que é para ti o Natal?

É o tempo da família, de harmonia e de troca de afetos, do regresso à infância. E, sejamos honestos, também é um tempo de consumismo, de despesas supérfluas, e de grande hipocrisia...

 

18 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens