Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Um calor esquisito.

marriage-relationships-eskimo-eskimos-igloos-toile

 (Fonte na imagem)

 

 

Está um calor esquisito, não está? Raisparta este calor que me deixa toda tolhidinha! Brrrrr....

 

Não sei quem usou esta expressão de "calor esquisito", mas acho-lhe imensa piada. Já ao frio não acho piada nenhuma. E quem disser que acha, não entra aqui!  

 

Tenho uma colega que diz que gosta do frio porque o tempo quente é que a deixa sem ação. Mas pode haver pior do que este frio que entra pela espinha acima? Que desconforto!  

O martírio começa logo de manhã para encontrar coragem para sair do quentinho da cama. Que desolação! E depois, durante o dia, uma simples ida à casa de banho e a ação de baixar as calças é uma autêntica tortura. É com cada aragem que a gente apanha nas partes baixas...  Isto porque trabalho num local em que, à exceção de alguns espaços e gabinetes (como é o caso do meu, felizmente), os restantes espaços não têm aquecimento. Que raio de país com um clima tão mais temperado que outros do norte da Europa e, afinal, onde se passa mais frio (dentro de casa) é mesmo cá. 

 

Está visto! Devia fazer como uma colega que um dia destes nos quis mostrar as camadas de camisolas que tinha vestido e, acreditem: são as nazarenas para as saias e é ela para as camisolas. Foi um desfolhar de camadas de camisolas que nunca mais acabava. Nem sei como é que ela se consegue mexer com todas aquelas peças de roupa. Talvez porque é magrinha... Eu cá também gostaria de me conseguir revestir assim, mas honestamente sentir-me-ia um chouriço animado. Talvez porque não sou magrinha...  

 

 

63 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens