Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Avance para o próximo post, que aqui não aprende nada.

12715345_236593603346008_4456007980319752258_n.jpg

 

Não abram. Não vale a pena. A sério. Não se demorem por aqui, que não há nada de novo. 

 

Andei por aqui a dar voltas à cabeça. Continuo com o mesmo desânimo, mas queria, apesar de tudo, dar-vos coisa alegre. Queria dar-vos uma mão cheia de boa disposição e uma boa dose de humor. Queria fazer-vos rir na esperança de que também eu saísse deste estado letárgico em que me encontro e que tem vindo progressivamente, nos últimos dias, a tomar conta de mim. Mas não sei fingir...

 

Sinto-me invadida por uma sensação de desamparo, vazio, desorientação inextinguíveis.Talvez seja sobretudo cansaço, como muitos de vós aflorastes!

 

Cansaço de mim, que sou uma sombra do que fui.

Cansaço de lutar contra a maré em todas as frentes da minha vida.

Cansaço de aparentar ser a fortaleza que não sou.

Cansaço desta vida cinzenta, de responsabilidades e trabalhos pouco partilhados.

Cansaço de não encontrar tempo para dar cor aos dias cinzentões, sempre iguais.

Cansaço da rotina de um emprego cada vez mais desmotivante e desanimador.

Cansaço de tudo e de todos.

Cansaço de nada.

Cansaço! 

 

Quero urgentemente tirar uns dias de descanso. Preciso mesmo. No próximo fim-de-semana vou fazer ponte. Sempre são quatro dias sem o stress habitual. E vou ao Ninho Minho! Entretanto, oxalá hoje tenha uma vitória qualquer, um mimo inesperado, qualquer coisa que me anime. Qualquer coisa, mesmo pequenina, só para aguentar até ao fim-de-semana sem vos atormentar mais com as minhas cenas. 

 

(Imagem: https://www.facebook.com/gifporn1/?fref=ts)

 

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Maria Mocha 23.02.2017 09:51

    Deixaste-me a pensar. Reconheço que tenho que me desligar mais dos problemas à minha volta. Só assim terei mais paz. O problema é que tenho muitas dificuldades em me abstrair deles e insisto sempre em tentar resolvê-los. E isso, vejo agora, só me tem feito mal a mim. Tenho que ser mais egoísta, sim. Dedicar-me mais a mim própria.
    Não tenho palavras para agradecer a tua amabilidade e preocupação com alguém que nem conheces. És linda!
  • Imagem de perfil

    Rita PN 23.02.2017 10:30

    Gosto de ter deixado a pensar! A mudança começa na mente :)
    Vamos chamar situações e não problemas! Retiramos-lhe algum peso de cima!
    Depois, vejamos... a única que não tem solução é a morte. Todas as outras, de forma mais ou menos fácil, mais ou menos rápida se resolvem. Importante, é também termos consciência de que as coisas só têm a importância que lhes damos. Quantas vezes nos apercebemos que aquele elefante era, afinal de contas, uma formiga (só que inchada ahahah).
    Atenta nos prioritários. Mas com calma e cabeça fria. Se olhas pelo ângulo negativo, experimenta olhar pelo outro, mais positivo.
    Mas guarda tempo para ti! Sem ti em condições é que nada se resolve. E tudo é tão mais fácil com um sorriso no rosto!
    Sê um bocadinho egoísta! Cuida de ti! Deita as sementes à terra e deixa florescer novas cores! Por ti! Por ti! e apenas por ti!
    Como te sentes quando rodeada de flores, harmonia, alegria, leveza? O que é que as pessoas que são Sol te transmitem? É isso que ao te permitires ser, também vais transmitir aos outros!

    Eu só aqui vim deixar um pequeno raio de Sol! O que importa se conheço ou não conheço? Somo humanos, vemo-nos por aqui todos os dias, somo iguais em emoções e sentimentos, passamos pelas mesmas situações (encarando-as de forma diferente). O Homem não é um ser solitário, é um ser de afectos e sinergias!
    Eu apenas gosto de fazer a minha parte, para que o mundo e as pessoas se tornem um lugar um bocadinho melhor para viver!

    PS: uma coisa que vocês têm todos que aprender: Pessoas, não me agradeçam! Nunca é minha obrigação nem espero recompensa! Apenas faço! Porque sim!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

    Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

    Calendário

    Fevereiro 2017

    D S T Q Q S S
    1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens