Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Futebol, o ópio do povo...

13438827_411696105667781_5126917002623093478_n.jpg

Aprendi a gostar de futebol. Mas não foi amor à primeira vista...

 

O contacto com esta modalidade foi-me dado, logo em pequena, pela mão do meu pai. E também foi ele que me fez benfiquista. Agradeço-lhe muito isso, por acaso!  Como não teve filhos homens, eram as filhas que eram arrastadas para a "bola" ao domingo. Nessa altura, confesso que era um sofrimento gramar horas no estádio lá da terra, a ver a equipa local jogar, no meio de homens, sem perceber muito bem o jogo e as conversas. Não era mesmo coisa que me alegrasse por aí além.

 

Mais tarde, com o M. e, muito especialmente, a partir do momento em que o meu filho começou a jogar à bola, o futebol passou a fazer parte da minha/nossa vida. Uma parte bem importante da nossa vida, por acaso. Ao ponto de hoje em dia, quando a época acaba, chegar a ter saudades de ir à bola ao fim-de-semana. Felizmente, nesta altura do ano, vamos tendo futebol na televisão (ora o Euro, ora o Mundial), e a pessoa vai-se entretendo assim. 

 

Isto para dizer que não sou nenhuma expert na matéria (longe disso!), mas aprecio futebol à minha maneira e já vou percebendo alguma coisa, pouca. E sou obviamente uma "sócia concentradíssima" no sucesso da nossa seleção!

Uma coisa é certa: não sou daqueles(as) adeptos(as) que só vêem futebol quando joga Portugal e que, contas feitas, nem sequer gostam de futebol. Para esses adeptos cíclicos ou intermitentes de futebol, o futebol é só uma forma de se sentirem incluídos, fazerem parte do grupo, sentirem-se um daqueles onze milhões que são de tempos a tempos convocados a apoiar incondicionalmente a seleção. Por isso é que estes adeptos são tão exigentes, já que para muitos é com as vitórias da sua equipa que alcançam a realização que muitas vezes lhes escapa noutras áreas da vida. A sensação de fazer parte dos vencedores é gratificante... Se fizermos a analogia com a política, é ou não certo que o Zé Povinho tem tendência para votar num possível vencedor, e por isso é que ganham sempre os mesmos partidos? Teorias minhas...

Voltando ao desporto-rei, e particularmente à nossa seleção, vemos que de vitória em vitória (connosco foi mais de empate em empate, mas adiante, que a eficácia foi a mesma!) anda o povo feliz e vai-se esquecendo dos problemas da vida. Alienação total! 

 

Eu própria tenho andado maluca com isto e tenho tentado acompanhar o máximo que posso deste Euro. Sobretudo, tenho vibrado com os avanços da nossa equipa. Estou já ansiosa pelo jogo de amanhã com a Polónia e quero Portugal nas meias finais e depois na final. Quem sabe, até seja campeão! Gostava tanto de ver o Fernando Santos por França até essa altura, como ele disse que aconteceria. Fizeram-se logo piadas, mas eu cá gostei de ver tanta confiança nos jogadores demonstrada com essa afirmação. É assim mesmo! Portugal allez!  

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Junho 2016

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens