Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Ser apolítico...

12047147_320462728124453_1522216151193449946_n.jpg

 

Dedico humildemente este cartoon:

 

Aos que não tomam partido; 

Aos que têm memória curta e não tiram lições dos erros do passado;

Aos que criticam quem tem uma qualquer opinião política formada e consistente quando eles próprios não a têm;

Aos que escolhem não ser cidadãos politicamente conscientes e informados porque é mais fácil não pensar;

Aos que abdicam da grande conquista da democracia fazendo parte dos que engrossam os números da abstenção;

Aos que têm um discurso anti-política como se os políticos fossem todos iguais e como se políticos não fôssemos no fundo todos nós;

Aos maçados com o assunto eleição do Trump como se fosse de somenos importância para o mundo a eleição do Presidente dos EUA e como se, por muito que não queiramos, o mundo não ficasse todo ele constipado de cada vez que os EUA espirram;

 ...

 

Enquanto se promover discursos do "ser apolítico", o mundo dos Trumps, Putins, Tiriricas e afins agradece...

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Maria Mocha 10.11.2016

    É evidente que cada um tem direito a ter o seu ponto de vista sobre o estado das coisas. Tens que concordar que, apesar dos problemas existentes e alguns apontados por ti, isso a democracia em que vivemos permite-nos.
    Não vivemos num mundo perfeito. Longe disso! O que eu acho é que não nos podemos demitir de o tentar mudar para melhor. Eu, por exemplo, sou das que pode dizer que nunca votei nesses políticos de que falas e que tanto têm vindo a desiludir o povo e a ti própria com as suas opções. A minha opinião é que temos que fazer a nossa parte, sob risco de perdermos a legitimidade de nos queixarmos quando as coisas não correm como gostaríamos. Mas lá está, em democracia cada um exerce ou não os direitos e o dever (considero um dever) de participação, de acordo com a sua consciência.
    Se calhar sou demasiado lírica, mas acredito que podemos ter um mundo melhor, se não nos demitirmos do nosso papel cívico. E sabes? Há outra razão: detesto que pensem por mim. Nem que o meu voto não sirva para nada, pelo menos posso dizer que não contribuí para o estado das coisas do qual todos se queixam tendo muitas vezes esses que se queixam contribuído com o seu voto ou com a sua abstenção para esse mesmo estado.
    Beijinhos, Dária.
  • Imagem de perfil

    Dária 10.11.2016

    E fazes tu muito bem! Ages de acordo com a tua consciência, que é o melhor que há a fazer, em cada um de nós! Temos é que pensar também nos que estão fartos disto, que se sentem enganados, ultrapassados pela conjuntura e ultrajados de várias formas sejam votantes ou não. Eu sempre votei mas até compreendo quem não o faça porque já não há paciência.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

    Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

    Calendário

    Novembro 2016

    D S T Q Q S S
    12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Em destaque no SAPO Blogs
    pub