Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Um dicionário pelo Natal é que era!

15590458_1814595075535935_635820240998010444_n.jpg

 (Fonte: https://www.facebook.com/Kiss-Kiss-Bang-Bang-369318129821266/?fref=ts)

 

 

Um dicionário pelo Natal: cá está a prenda certa para muita gente que anda pelo facebook a assassinar diariamente a língua de Camões! E aqui na blogosfera há menos casos desses, mas ainda há alguns. Ninguém com quem eu interaja ou que interaja comigo, descansem os meus amigos!  

 

 

 

Portugueses e portuguesas.

Este MEC é o máximo! Já leram este texto?

https://www.publico.pt/sociedade/noticia/calemse-1723007

 

Está bem visto! Também já tinha reparado neste tique de linguagem dos últimos tempos. Parece que hoje em dia corremos o risco de ser considerados os piores inimigos do género feminino se não dissermos portugueses e portuguesas.

Portugueses somos todos, homens e mulheres! A língua portuguesa (e não português, note-se!) convencionou que fosse assim, evoluiu dessa forma. Não me sinto menos digna na minha identidade de género por ser assim. Nós mulheres já não temos que provar nada ao nível da igualdade de género.

Get over it! Sisters rule!

 

Por acaso, esta "moda" traz-me à lembrança a reivindicação da Natália Correia (se não me engano, acho que foi ela), de que Portugal fosse terra Mátria e não Pátria. Só que aí pelo menos tínhamos um trocadilho interessante e inteligente. Já desconsiderar as marcas e convenções da língua portuguesa não me parece nada inteligente.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Agosto 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens