Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Só assim de repente...

 

Ainda por cá ando... Vão-se aguentando à bronca, que remédio! 

 

Hoje venho só dar o retorno do lanche de que vos falei aqui. Quero, em primeiro lugar, agradecer-vos todas as dicas que me deram. Foram mesmo mesmo mesmo muito úteis. Imprescindíveis para que tudo tenha acabado por correr bem. Fiz várias das vossas sugestões e resultaram muito bem, numa mesa muito colorida e apetitosa. Pelo menos, as "críticas" foram bastante positivas. Obrigada, amigos.

 

E agora, finalmente: 

 

16806660_1747242638627867_3652524555882694713_n.jp

 

Fui!! 

 

(Fonte da imagem: https://www.facebook.com/Sarcasm.Only.Club/)

 

 

Obrigada!

Tenho andado com os minutos contados. Já devem ter percebido que ando mais ausente. Não consigo encontrar tempo para tudo aquilo que gostaria de fazer por aqui. Para além da vida familiar e doméstica e do trabalho, agora ainda me meti numa formação importante para o meu desempenho laboral que, para além das sessões presenciais, me tem roubado muito tempo em tarefas online. Ainda vai durar mais uns dias. No que eu me fui meter! 

 

Mas não venho aqui queixar-me da vida. Venho agradecer a vossa presença, apesar de eu não conseguir interagir tanto e não ter grande coisa para vos oferecer, já que este blog tem sobrevivido de posts escritos em cima do joelho e agendados. Acho que, apesar de virtuais e dentro das contingências normais, encontrei aqui verdadeiros amigos, daqueles que não viram costas à primeira "contrariedade".

 

Para além de tudo o resto, ontem foi ainda dia de ir ao ginecologista/senologista mostrar os exames de que vos falei aqui e aqui. Encontrei por lá pessoas que me acompanharam no processo oncológico e pelas quais tenho um carinho desmedido. Como sempre faço, abracei e beijei aquela que para mim foi enfermeira-cuidadora-amiga-psicóloga-conselheira-mãe. Existem autênticos anjos nos hospitais. Esta era um deles, com a sua presença e apoio que ia para além da sua função, numa fase tão difícil para mim e para todas as outras companheiras de luta. Fiquei a saber que também ela teve um carcinoma da mama no verão passado. Nunca compreenderei o sentido de justiça divina. Os anjos não deveriam passar por isso... 

 

Gostava de dar um abraço caloroso dos meus a cada um de vocês (porque é que as pessoas não se abraçam mais?). Já vos disse que gosto muito de abraços? E já vos disse que gosto muito de vocês? 

 

Obrigada! Tenham um fim-de-semana primaveril em todos os sentidos.

 

FB_IMG_1486171367416.jpg

(Imagem da net)

 

 

Obrigada por continuarem desse lado!

 

Há precisamente um ano, inaugurava aqui o estaminé com o post Olá! Gosto de ti!, que acho que basicamente ninguém leu. Por isso recordo-o hoje aqui e constato que me mantenho fiel àquilo a que me propus: fazer deste cantinho a terapia barata de que precisava nesta vida a correr, que continua na mesma, inclusive com filhos cada vez mais adolescentes que me dão cada vez mais cabo da cabeça. 

 

Há um ano, dizia eu (e mantenho tudo o que disse): 

 

Finalmente decidi concretizar esta ideia que me perseguia há vários meses: criar um espaço que servirá para partilhar as preocupações, os sentimentos e vivências de uma mulher que já passou por momentos difíceis, que valoriza a vida como só quem já viu a morte de perto o pode fazer, realizada profissionalmente e com uma vida familiar preenchida ao lado de um marido e filhos adolescentes que me dão cabo da cabeça e exigentes do cumprimento do meu papel de mulher e mãe, mas que me fazem uma pessoa muito feliz. Embora admita que às vezes não parece, já que eu me “descabelo” facilmente com eles…

Aqui pretendo expurgar as minhas feridas e, quem sabe, encontrar alguma empatia em quem seguir esta página. Isto, se houver quem tenha pachorra para os meus devaneios!… Mas isso também não é o mais importante! Só quero que a página cumpra o seu papel de manter algum equilíbrio na minha mente e na minha vida, que os minutos que eu passe aqui se transformem no momento do dia onde eu possa parar e refletir sobre o que se vai passando na “vida real”, como se de terapia se tratasse. Terapia, é isso! Esta página vai ser a minha terapia! Sempre é mais barato…

Não sei se vou conseguir conciliar esta página com as exigências da minha vida familiar e profissional, mas vou tentar. Terei certamente que roubar tempo ao sono!

Vou entender isto como um regresso à adolescência, como o diário que nunca tive, um testemunho de vida para os meus filhos seguirem e um dia se recordarem da mãe.

Para ti que me segues: Olá! Gosto de ti!

 

IMG_2483.jpeg

 

 

Pariu por aqui a galega!

Hoje parece que pariu por aqui a galega!!! 

 

Chega esta rapariga a casa e não tem mãos a medir para responder aos comentários que vocês, queridos seguidores deste humilde blog, fizeram durante o dia. Sinto-me tão feliz com isso! O que querem, sou assim para o lamechas, o que é que hei de fazer? 

 

É que para mim não é de somenos importância fazer sentir aos outros que os "ouvimos" e que somos solidários com eles. Obrigada por serem parecidos comigo neste conceito que têm de respeito ao próximo, porque muitos de vocês até têm blogs consolidados, e mesmo assim perdem tempo a alimentar o ego desta vossa vizinha. Só podem ser muito boas pessoas! Obrigada!  

 

Obrigada por lerem os meus devaneios!

Obrigada por mostrarem que lêem os meus devaneios!

Obrigada por terem aceite seguirem uma naba como eu! 

Obrigada! Obrigada! Obrigada! 

 

Bom feriado a todos! 

 

(Claro que podem contar comigo a interagir nos vossos blogs já a seguir. Para além de serem sempre momentos agradáveis, é também uma questão de respeito, convivência social saudável e reconhecimento. Mas primeiro vou orientar o jantar, ok? É que qualquer dia começa a haver reclamações cá em casa...  ) 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Agosto 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens