Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

M(ã)emórias da Maria Mocha

Blogue pessoal que aborda o universo feminino, maternidade, adolescência, resiliência, luta e superação do cancro, partilha de vivências, vida familiar e profissional... e alguma reflexão com humor à mistura.

Ranking e comportamento aditivo na blogosfera!

blogs_portugal.png

 

Estou "nisto" (blog) com uma atitude muito mais saudável hoje em dia. Não estabeleço objetivos, venho cá quando quero, sem criar expectativas de aceitação por parte de potenciais leitores. Gosto das pessoas com quem interajo, os meus seguidores, e gosto de sentir que gostam de mim e do que escrevo, mas hoje (pardon my french) estou-me positivamente cag@ndo para o número de visualizações e visitas ao blog. Aliás, acho que este blog caminha no sentido de ser cada vez mais isento de filtros e preocupações com a imagem. Há facetas minhas que não dei a conhecer e que merecem sair cá para fora. A vida é curta demais para sermos sempre politicamente corretos. 

 

Bem, mas vamos ao que me traz cá hoje! (embora este preâmbulo faça todo o sentido; já se sabe que tudo tem uma razão de ser cá com esta amiga!)

 

A plataforma Blogs Portugal está a oferecer aos bloggers 3 meses de conta Premium GRÁTIS até 31 de dezembro! Para isso, basta fazer um post no blogue a falar sobre a nossa experiência na utilização do Blogs Portugal e colocar no post um link para a nossa plataforma. Caso não tenham ainda percebido, é o que estou a fazer, que eu não posso ver uma boa pechincha que corro logo atrás.

 

Sobre a plataforma, o que posso dizer é que, de acordo com a minha experiência, é uma boa "ferramenta" para percebermos o grau de aceitação do nosso blog,... se isso nos importar muito. E a mim já me importou! Até cheguei a fazer registos diários da evolução do blog no ranking, riam-se lá! (Estão agora a ver a ligação?)

 

Essa é uma (só uma) das razões  porque eu desliguei um bocado deste mundo durante uns tempos. Estava a começar a ficar demasiadamente dependente dos resultados que tinha em termos de visualizações, comentários, etc. Que raio! Estando eu muito bem resolvida em termos de ocupação profissional e até em termos pessoais (autoestima não me falta) e sabendo que não sou nem quero ser blogger profissional, porque é que aquilo me haveria de importar? Pois agora já não me importa! Voltei pacificada com essas questões. E assim é que estou cá bem. 

 

 

A nú!

Hoje continuo na senda de vos impressionar, qual pavo cristatus em época de acasalamento (pavão, para quem não sabe - só para perceberem que aprendem sempre aqui qualquer coisa, tá?). O verdadeiro parêntesis vem agora: é impressão minha ou a minha conversa vai sempre ter ao "acasalamento"? 

 

Bem, continuando. Já que vos quero sempre impressionar, e à falta de inspiração hoje para isso, podem então imaginar-me a executar um lindo bailado com a minha plumagem exuberante, multicolorida, de cores intensas e aberta em leque. Mais ou menos assim:

 

 

Esta dança correu manifestamente mal...  Espero que, como a pavoa, não tenham vocês também já debandado daqui para fora... 

 

Como é que eu vos impressiono, então?

 

Just kidding! A pergunta é meramente retórica. Eu já tenho idade suficiente para saber como conquistar os outros. Por outro lado, definitivamente não sofro de síndrome do pavão. Não gosto de sentir os holofotes sobre mim. No entanto, e sem falsas modéstias, com a minha simplicidade, frontalidade, honestidade, transparência, com a minha maneira terra-a-terra, verdadeira, fiável e leal de ser, tenho vindo a "conquistar" o mundo. 

 

Por isso, hoje, fruto de alguma introspeção blogueira, quero dizer-vos que acho que continuarei por aqui a ser eu própria, sem narrativas ou construções artificiais de mim. A nú! Porque vocês, que me dão a honra diária da vossa companhia, merecem. 

 

Aproveito ainda para dizer, assim a talhe de foice, que já percebi que falar de sexo aumenta exponencialmente a vossa presença assídua... É ver-vos aos magotes à segunda. Gostam da brincadeira! Seus taradões!  

 

Obrigada!  

 

 

 

Do tamanho da audiência...


12744706_829298930531506_6336375825465452013_n.jpg

 

Cada vez me convenço mais disto!

Não importa quantas pessoas nos ouvem (e lêem!). 

Não importa não ter um grande número de seguidores.

Não importa não termos aquele destaque que poderíamos (e às vezes mereceríamos) ter.

O que importa é sabermos que temos valor. E eu sou valiosíssima! E vocês aí desse lado também são, que uma pessoa valiosa só segue pessoas com igual ou superior valor!  

 

Lembram-se destes estados de alma? Pois... Estou na fase boa! Já deu para perceber. Talvez o facto de ser sábado tenha alguma coisa a ver com isso... 

 

 

Bom fim-de-semana, pessoal!

 

 

Pariu por aqui a galega!

Hoje parece que pariu por aqui a galega!!! 

 

Chega esta rapariga a casa e não tem mãos a medir para responder aos comentários que vocês, queridos seguidores deste humilde blog, fizeram durante o dia. Sinto-me tão feliz com isso! O que querem, sou assim para o lamechas, o que é que hei de fazer? 

 

É que para mim não é de somenos importância fazer sentir aos outros que os "ouvimos" e que somos solidários com eles. Obrigada por serem parecidos comigo neste conceito que têm de respeito ao próximo, porque muitos de vocês até têm blogs consolidados, e mesmo assim perdem tempo a alimentar o ego desta vossa vizinha. Só podem ser muito boas pessoas! Obrigada!  

 

Obrigada por lerem os meus devaneios!

Obrigada por mostrarem que lêem os meus devaneios!

Obrigada por terem aceite seguirem uma naba como eu! 

Obrigada! Obrigada! Obrigada! 

 

Bom feriado a todos! 

 

(Claro que podem contar comigo a interagir nos vossos blogs já a seguir. Para além de serem sempre momentos agradáveis, é também uma questão de respeito, convivência social saudável e reconhecimento. Mas primeiro vou orientar o jantar, ok? É que qualquer dia começa a haver reclamações cá em casa...  ) 

 

 

Eu naba me confesso!

images.jpg

 (Imagem retirada do site Blog do Ano)

 

 

A propósito do concurso que está a decorrer para eleição do Blog do Ano, da Media Capital... 

 

Devo ser a última a conhecer este concurso, mas também não tenho a pretensão de vir aqui dá-lo a conhecer a dinossauros nestas lides. Acresce que aquilo é um campeonato que não é o meu!  Também não faço ideia de quais blogs estão a concurso, mas serão certamente os melhores e merecem, por isso, o meu reconhecimento. São certamente bloggers que conseguem criar espaços com quantidade e riqueza de conteúdos, blogs com nomes e layouts bem conseguidos e criativos, em suma, com qualidade profissional. E imagino que haja vários assim. Alguns conheço. Por isso dei por mim a pensar que admiro mesmo muito esses bloggers e acho justíssimo que sejam reconhecidos e premiados. Quando fosse grande, gostava de ser assim. 

 

Este é um mundo novo para mim. Em bom Português, sou uma "naba" nestas andanças dos blogs, vá. Está à vista de todos, não há que enganar. Criei-o no início deste ano com o intuito de poder cá desbobinar as minhas neuras e ser assim um escape, mas tenho tido uma assiduidade muito irregular. Nem parece meu! Tanto tenho vindo cá diariamente, como tenho mantido a porta fechada durante semanas.

 

Existe uma justificação para isso. Uma não, pelo menos duas. A primeira é logo à cabeça a falta de competência, capacidade, tempo e conhecimento técnico para me dedicar como gostaria, investindo no layout e conteúdo do blog. A outra deriva da primeira e tem a ver com a desmotivação. A falta de feedback também tem pesado neste aspeto. Apesar de o intuito inicial deste espaço ser, como disse, "expiar os meus pecados" e manter alguma sanidade mental (porque escrever tem esse efeito em mim!), rapidamente percebi que obter retorno das nossas criações é uma sensação ótima. E, da mesma forma, também percebi depressa que sermos ignorados é mau comó caraças! Não se pode estar no universo da blogosfera sozinho. É horrível! Está tudo em rede à nossa volta e nós ali isolados. Estive aí e detestei! Só recentemente é que comecei lentamente a conhecer melhor a vizinhança. Mas uma coisa eu sei. Não vou andar maluca atrás de seguidores, nem sei fazer isso. Acho que a minha sina é continuar a morar numa casinha modesta, rodeada de palacetes. 

 

Eu não percebi rapidamente que fazer verdadeiramente parte deste mundo, sentirmo-nos incluídos, dá trabalho. Podia acontecer a pessoa aparecer por aqui, lançar alguns bitaites e logo arranjar um séquito de seguidores, sei lá! Mas não! Bem, poderá até ser assim, mas é para aqueles de quem eu falava no início deste texto, os tais que eu admiro pela qualidade das publicações. A esses sim, e com razão! E mesmo esses, apesar de terem um talento natural, acredito que devem ter trabalhado bastante para atingirem a notoriedade que atingiram.

 

Não é mesmo nada fácil manter isto! Não é fácil ser original, não é fácil ter piada, não é fácil fazer justiça à língua de Camões, não é fácil dar o nosso espaço a conhecer a potenciais seguidores e aos congéneres nestas lides. Mas, uma coisa é certa: quando nos começamos a tentar entrosar melhor neste meio, é fácil encontrar pessoas a quem devemos agradecer, bons samaritanos dispostos a dar uma palavra de incentivo, seres humanos daqueles que gostaríamos que morassem na nossa rua ou partilhassem o nosso local de trabalho, aqueles que mesmo percebendo que tu és uma naba nisto, lembram-se que também já foram ninguém neste meio e humildemente fazem-nos acreditar que não cai em saco roto aquela publicação que diz respeito à nossa vida e, como é natural e óbvio, só a nós interessa. 

  

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

DIREITOS DE AUTOR (Decreto-Lei n.º 63/85 com as posteriores alterações)

Maria Mocha é o pseudónimo de uma mulher que, de vez em quando, gosta de deixar os pensamentos fluir pela escrita, uma escrita despretensiosa, mas plena dos sentimentos e emoções com que enfrenta a vida. Assim, as criações intelectuais da Maria Mocha publicadas (textos, fotos) têm direitos de autor que a mesma quer ver respeitados e protegidos. Eventuais créditos de textos ou fotos de outros autores serão mencionados. Aos leitores da Maria Mocha um apelo: leiam, reflitam sobre o que leram, comentem, mas não utilizem indevidamente conteúdos deste blog sem autorização prévia da autora. Obrigada.

Calendário

Maio 2018

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens